Do lançamento do Celta até o lançamento do Prisma passaram seis anos, já do lançamento do Onix para o lançamento da segunda geração do Prisma não passou seis meses. O novo Chevrolet Prisma já está nas concessionárias e foi lançado oficialmente hoje. Pressa já esperada, afinal, um de seus grandes concorrentes, o Hyundai HB20S, será lançado na próxima semana. Os dois deverão disputar posições no ranking de mais vendidos da mesma forma que o HB20 disputa com o Onix. A diferença entre os hatches na primeira quinzena de fevereiro foi de apenas 349 unidades, vantagem do coreano de Piracicaba. O novo Prisma tem preço sugerido de R$ 34.990 para a versão 1.0 LT, indo para R$ 39.090 na opção 1.4 LT e por fim a 1.4 LTZ sai por R$ 45.990

Tomar de base o projeto do Onix, baseado na plataforma Gamma II, foi muito bom para o Prisma. Se antes faltavam qualidades para ele se destacar frente ao Classic, agora a sofisticação de seu projeto e o design lhe conferem personalidade. Seu terceiro volume casa tão bem com o resto da carroceria que olhando de alguns ângulos ele não parece um sedã, mas sim um notchback.

Compactão

O aumento das dimensões do Prisma foi bastante significativo. Com 4.275 mm de comprimento, 2.528 mm de entre eixosm, 1,705 mm de largura e 1,484 mm de altura ele fica muito próximo do falecido Astra Sedan. Chega a ser mais alto, inclusive. Porém, os quase 10 cm a menos no entre eixos são os mesmos subtraídos no comprimento. Desta forma, o espaço interno satisfatório do Onix foi mantido. A capacidade do porta-malas, de 500 L, merece destaque. A traseira permanece alta, a ponto se sensor de estacionamento traseiro ser equipamento de série em todas as versões.

Com o mesmo espaço interno do Onix, o Prisma também mantém tudo igual no interio, com exceção ao acabamento interno. Painéis e portas apresentam acabamento que combina as cores preto “Jet Black” e marrom “Very Dark Neutral”. O estofamento conta ainda com costuras “Golden Coast”, que transmitem mais requinte junto aos detalhes cromados, aplicados em botões, aros das saídas de ar, anel da manopla de câmbio e maçanetas.

Motores SPE/4

Os motores 1.0 e 1.4 SPE/4, fabricados na nova unidade de Joinville, e que estrearam no Onix, também são responsáveis por tirar da inércia o Prisma. O 1.0, rende 80 cavalos quando abastecido a etanol e 78 cavalos com gasolina, ambas a 6.400 rpm. O torque máximo, com etanol, é de 9,8 kgfm a partir de 5.200 rpm, e 9,5 kgfm quando alimentado a gasolina, na mesma faixa de rotação. A velocidade de 0 a 100km/h é atingida em 13s (etanol) e 12,7s (gasolina).

Já a versão 1.4 entrega 106 cavalos quando abastecido a etanol e 98 cavalos a gasolina, ambas a 6000 rpm. O torque máximo, com etanol, é de 13,9 kgfm a partir de 4800 rpm e 13,0 kgfm quando alimentado a gasolina, com mesma rotação. Abastecido com etanol, Prisma vai de 0 a 100 km/h em 10,7s (etanol) e 12s (gasolina). Tanto na versão 1.0 quanto na 1.4, a velocidade máxima é de 180 km/h. Nada de câmbio automático por enquanto.

LT e LTZ

São três versões: 1.0 LT, 1.4 LT e 1.4 LTZ. Sensor de estacionamento, direção-hidráulica, ABS/EBD, ajuste de altura do banco do motorista e duplo airbag são itens de série para o sedã com garantia de três anos sem limite de rodagem.

A primeira já conta com travamento automático das portas ao atingir 15 km/h, sistema de luz “siga-me” (faróis permanecem acesos por um período de tempo após o desligamento do motor e fechamento/travamento das portas) e sistema de luz “leve-me” (as luzes externas do carro se acendem automaticamente ao destravamento das portas pelo controle remoto), além de abertura elétrica do porta malas por controle remoto, acionamento elétrico dos vidros das portas dianteiras com sistema tipo “um toque” para subida e descida com dispositivo anti-esmagamento, abertura e fechamento automático dos vidros das portas acionado pelo Keyless Entry System ao travar e destravar o veículo. As rodas são de aço de 14″ com calotas.

Itens como cintos de segurança de três pontos (frontais e traseiros), coluna de direção com regulagem em altura, alarme anti-furto, brake light traseiro, protetor de cárter, sistema de imobilização do motor, trava de segurança suplementar nas portas traseiras (trava para crianças), espelhos retrovisores externos com cobertura na cor do veículo, dobrável, parachoques dianteiro e traseiro na cor da carroceria, e vidros verdes com para-brisa laminado também estão disponíveis.

O LT 1.4 adiciona ainda faróis com máscara negra e lente decorativa na cor Ice Blue, lanternas traseiras com lente escurecida, além de rodas de aço de 15″ com calotas.

A versão LTZ, topo de linha, oferece ainda faróis de neblina dianteiros, vidros traseiros e espelhos retrovisores com controle elétrico, computador de bordo com 5 funções: (consumo médio, velocidade média, autonomia, temperatura externa e tempo de viagem) e rodas de alumínio – 15″ – com acabamento diamantado. Além disso, o Sistema Multimídia MyLink é de série na versão LTZ.

Serão opcionais equipamentos como câmera de ré para o sistema My Link, DVD de encosto de cabeça, banco de couro, pedaleira esportiva, friso com inserto cromado e lâmpadas para lanternas e faróis na configuração Effect Blue.

Fotos | Fábio Gonzalez/Chevrolet/divulgação

 

Tags: , , , , ,